quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Permacultura na Quebrada



Começamos mais um ciclo de oficinas permaculturais na Ecoativa, com o formato de Ateliê Aberto, as atividades agora foram integradas as aulas da Escola Estadual Carioba que fica no Jardim Monte Verde - Grajaú SP
Através de uma articulação com o Professor e parceiro Paulo Rudo tivemos acesso à Escola e propomos a parceria, que teve ótima aceitação por parte dos professores, coordenação e dos adolescentes que puderam se inscrever através do próprio interesse, sem obrigatoriedade.
Check!
Serão 30 jovens da Escola participando de todos 6 encontros, exatamente as 30h de formação, passando pelos temas de bioconstrução, produção de alimentos e manejo da água 
Como se trata de uma formação continuada, vamos dar bastante ênfase aos exercícios de DESIGN - planejamento - para que possamos ter um desenho permacultural da própria Escola do Carioba no final das vivências 
Segura a permacultura de quebrada, feita pelas bordas!

Espetáculo Histórias do Velho Batista



SINOPSE - Velho Batista se apresenta como uma alegoria da memória coletiva, numa dramaturgia criada a partir das histórias vividas, sentidas e ouvidas nos bairros Cantinho do Céu, Lago Azul, Parque Residencial Cocaia e Jardim Gaivotas, localizados as margens da represa Billings na zona sul de São Paulo.

CONTRIBUIÇÃO: R$ 2,50 moradores do cantinho do céu, R$ 5,00 meia, R$ 10,00 inteira.

FICHA TÉCNICA
Dramaturgia/Encenação – Paulo Henrique Sant’ Anna
Maquiagem – Gisele Ramos 
Cenografia – Gilflávio Rosa 
Figurino e Adereços – Paulo Henrique Sant’ Anna
Provocadora e Produtora – Janaína Soares
Arte Gráfica: Ratazanas Comunicação

Mais informações: https://www.facebook.com/velhobatista/

quinta-feira, 8 de junho de 2017

3ª Edição do @Nóis por Nóis esta chegando e esperamos por você!



3ª Edição do @Nóis por Nóis esta chegando e esperamos por você!

Projeto idealizado com o intuito de fortalecimento da economia local de forma solidária, tendo como objetivos principais o acesso aos bens culturais, autogestão e potencialização dos meios de produção de posse coletiva considerando a sustentabilidade numa abordagem holística. 
Evento direcionado para toda família e comunidade com atividades realizadas durante todo dia, nesse dia será realizada FEIRA GASTRONÔMICA com opção de alimentos vegetarianos e veganos, oficinas artísticas, artesanato, bazar, música ao vivo, danças, dentre outras atividades com preços acessíveis e formas de troca com os expositores.
Ele acontece uma vez a cada estação do ano, com um tema musical em um espaço parceiro no Grajaú.

Nóis por Nóis apresenta " VOZES DO GRAJAÚ"
Gê de LimaDaniel SilvaGabriela JulianoDenise Alves)
Lucas Henrique de Lana na viola.
Pocket Show's : Karla Gadelha + Bia Ferreira

* Teatro - Núcleo Pele

*Dj: DjHudson Cruz

*Poesia

Todos serão bem vindos!

Entrada:
❇️Sistema PAGUE QUANTO PUDER - apoie essa iniciativa com a quantia que você acha que vale o nosso evento e contribua para que aconteça muitos outros.

❇️ACEITAMOS Kg de alimento não perecível - alimento será destinado paraProjeto Atalaia que ministra um lindo trabalho para pessoas em situação de rua.

❇️FEIRA GASTRONÔMICA com opção vegetarianas e veganas (preços acessíveis)
Caldinho – Sopa – Tapioca – Bolos – Quentão – Vinho Quente e muito mais...

❇️FEIRA DE ROUPAS, ACESSÓRIOS E EXPOSIÇÃO - Mocamba Moda Afrontosa - Cajuicarambola - SalveSelva SelvaSalve - Graja Groove -Expresso Perifa - Xemalami Xeque Mate La Misión - Dorothy De Souza -Livraria da Gente - Sebo da Jurema (Helen Helena) - Camada AFRO(Ilustrações de Felipe Oliveira) - Brechó.

Ficha Técnica:
Barbara Terra – Produtora Cultural/Executiva e Arte Gráfica
Denise Alves – Articuladora e Cantora
Lorena Carvalho – Articuladora, Assistente de produção , Arte Gráfica e Fotografia

Apoio:
Ecoativa
Ateliê DAKI
Camada AFRO
Slam do Grajaú
Centro Cultural Grajaú
Ben Blue Underground
Periferia em Movimento
Clifer Prado Photography
Galpão Cultural Humbalada
Xemalami Xeque Mate La Misión
Ecp Ecp - Expressão Cultural Periférica

quinta-feira, 25 de maio de 2017

FESTA JUNINA NA ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO JARDIM REIMBERG

Junho está chegando e as festas juninas também! A Associação Amigos do Jardim Reimberg convida a todos para o Arraiá que vai acontecer no dia 03 de junho, das 15h às 20h, não percam essa grande festa!



terça-feira, 16 de maio de 2017

CURSO GRATUITO DE JORNALISMO PARA ADOLESCENTES



GRÁTIS. VAGAS LIMITADAS. INSCREVA-SE ATÉ 16 DE MAIO EM:https://goo.gl/forms/H7WDAhbDT6fMJIym1

Já parou pra pensar o que é notícia na sua quebrada? Ou quantas histórias interessantes você já vivenciou, mas que o mundo não conhece? E se você pudesse contar tudo isso de diferentes formas: fotos, vídeos, textos...?

Por isso, entre maio e julho o coletivo de comunicação Periferia em Movimento desenvolve o projeto Repórter da Quebrada – Jornalismo e Direitos Humanos conectando o Extremo Sul. Saiba mais sobre a gente:http://periferiaemmovimento.com.br/

Com o apoio de outros jornalistas das quebradas, artistas e militantes do Extremo Sul de São Paulo, vamos entrevistar gente interessante, produzir conteúdos, publicar na internet, mandar pelo Whatsapp, imprimir.... E espalhar nossas ideias por aí.

O curso é totalmente gratuito e inclui lanche e vale-transporte. Mas atenção: são apenas 20 vagas (pra toda regra, há exceções). Pais ou responsáveis que desejarem podem acompanhar as aulas também.

Leia todas as informações, inscreva-se até o dia 16 de maio e seja um repórter da quebrada. Pois se a história é nossa, deixa que a gente conta!


ANOTAÍ!

O QUÊ? Curso "Repórter da Quebrada", do Periferia em Movimento

QUANDO? Serão 10 sábados, entre maio e julho, das 13h às 18h. COMEÇA DIA 20 DE MAIO

ONDE? Os encontros devem acontecer em diferentes locais do Extremo Sul de São Paulo. Mas vamos começar no CEDECA Interlagos, localizado na rua Nossa Senhora de Nazaré, 51 - Cidade Dutra - Próximo à lombada eletrônica e do Sonda Supermercados.

POR QUÊ? Para se tornar um agente de comunicação local e mostrar histórias interessantes que acontecem na nossa região.

PARA QUEM? Qualquer pessoa com idade a partir dos 13 anos pode se inscrever (leia abaixo os critérios de preferência adotados por conta da limitação de vagas)

TEM QUE PAGAR? Não. O curso é gratuito para os participantes. As despesas são pagas com fomento do Edital Redes e Ruas, da Prefeitura de São Paulo.

COMO PARTICIPAR? Preencha seus dados abaixo, cruze os dedos e aguarde nosso contato!


CRITÉRIOS DE PREFERÊNCIA
Em caso de grande quantidade de inscrições, o Periferia em Movimento se reserva no direito de adotar critérios para selecionar até 20 participantes na seguinte ordem de importância (mas há exceções, obviamente):

- Tempo disponível para participar do curso aos sábados (20 e 27 de maio; 03, 10, 17 e 24 de junho; 01, 08 e 15 de julho), das 13h às 18h
- Interesse em jornalismo, comunicação ou temáticas sociais
- Ter entre 13 e 18 anos
- Morar na região Extremo Sul de São Paulo (distritos de Grajaú, Cidade Dutra, Marsilac, Parelheiros)
- Estudar em escola pública
- Ser indicado ou atuar em coletivos, movimentos, grêmios estudantis, ONGs, igrejas, associações de moradores, entre outras organizações
- Ter participado de uma atividade anterior do Periferia em Movimento

IMPORTANTE: Pessoas negras e/ou descendência indígena e do gênero feminino são prioridade

Aplicados esses critérios e preenchidas todas as vagas, os demais inscritos entram em uma lista de espera e serão chamados caso haja desistência de algum participante ao longo do curso.

Bora se inscrever?

;-)

quarta-feira, 10 de maio de 2017

CINEPERIFA NO CENTRO CULTURAL GRAJAÚ


O Coletivo Quebramundo convida todxs a explorar o Universo do Audiovisual juntos, assim como existir e resistir no Calçadão do Centro Cultural Grajaú. É isso mesmo, vai rolar exibição de quebrada ao ar livre, PLOW! 

Traga sua pipoca, seu drink, alastra pras mana, pras mina, pros mano e pras mona e partilhe dessa vivência conosco.

O Projeto #Cineperifa é uma interação da comunidade com o cinema, desenvolvido pelo coletivo Quebramundo. Essa interação da comunidade com o cinema tem o objetivo de utilizar o espaço local a favor do bem-estar da comunidade e explorar as características do cinema independente a fim de gerar questionamentos sobre temas do dia a dia. 
-------------------------------------------------------------------------
Dia 15/05 ( segunda-feira), a partir das 19h, no Centro Cultural Grajaú, R. Professor Oscar Barreto Filho, 252.
-------------------------------------------------------------------------
Não vai perder essa né formiga? Alastra e cola com nóis!

Recomendações:
- Vamos manter o espaço limpo, jogue seu lixo no lixo.
- Respeite o corpo do próximo, principalmente o da MULHER!
- LGBTQfobia não vai ter vez
- Traga todos os seus amigos
- Aproveite sem moderação!

Realização:
Quebramundo
Neto Lopes - Gustavo Dias - Victor Rodrigues - Saara Carneiro - Paolo Cezar - Keidson Oliveira - Juliano Angelin

Apoio:
BrazilFoundation - Centro de Arte e Promoção Social - Imargem - Centro Cultural Grajaú

#quebramundo #daquebradaparaomundo #BrazilFoundation#BrasilPossível #NinguémLibertaNinguémAsPessoasSeLibertamEmComunhão‬ #PauloFreire ‪#CentroDeArteEPromoçãoSocial‪ #CapsGrajaú

quarta-feira, 12 de abril de 2017

DIA DO ÍNDIO PRA QUEM?


Neste 19 de abril, os Guarani Mbya das aldeias Tenondé Porã e Kalipety (localizadas em Parelheiros) questionam: “Dia do Índio pra quem?”. No encontro promovido pelo Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente – Cedeca Interlagos e pautado pelo povo Guarani Mbya, representantes das aldeias problematizam a situação dos indígenas no Brasil e, principalmente, na região Extremo Sul de São Paulo.

Além de um debate com a participação da Jerá Guarani (jovem liderança das duas aldeias) e Marcelo Zelic (diretor do CEDECA Interlagos e colaborador da Comissão Nacional da Verdade no eixo de questões indígenas), haverá apresentação do coral de crianças da aldeia, exposição de sementes cultivadas por eles e venda de artesanatos para angariar recursos para as lutas a serem travadas.

Histórico de resistência
A região Extremo Sul abriga a terra indígena Tenonde Porã, demarcada em 1987, e que abrigava até então as aldeias Barragem e Krukutu, que juntas somam apenas 26 hectares. Quase 2 mil pessoas vivem nas aldeias, o que gera uma densidade demográfica de 26 pessoas por hectare – considerada alta para o modo de vida Guarani Mbya. Essa terra foi demarcada em 1987, na mesma época da regularização da TI Jaraguá, na zona Norte de São Paulo, com apenas 1,7 hectare – a menor terra indígena do Brasil.

Desde a Constituição de 1988, os Guarani Mbya passaram a reivindicar a ampliação de seus territórios. No Extremo Sul de São Paulo, o processo para ampliação da TI Tenondé Porã se iniciou em 2002 e se arrastou até 2013, quando os indígenas iniciaram uma campanha para o Ministério da Justiça publicar as portarias declaratórias que reconhecem esses territórios. Isso só aconteceu nas últimas horas do governo Dilma Rousseff, no início de maio de 2016, antes da ex-presidenta ser afastada do cargo pelo Senado Federal.

A portaria declaratória que reconhece a Tenondé Porã destina 16 mil hectares entre o Extremo Sul de São Paulo e os municípios de São Bernardo do Campo e Itanhaém para os Guarani Mbya. Apesar desse reconhecimento, ainda não há demarcação – o que coloca em risco a garantia das terras para os indígenas.

18 anos de CEDECA
O encontro de 19 de abril faz parte da programação que celebra os 18 anos do CEDECA Interlagos. Além de relembrar sua fundação em fevereiro e promover direitos de crianças e adolescentes nas ruas com o Bloco da Lona na sexta-feira de Carnaval, em março a organização debate as lutas das mulheres na cidade e, nos próximos meses, soma esforços contra a violência sexual contra crianças e adolescentes (maio) e o trabalho infantil (junho), culminando com as discussões de julho por conta do aniversário do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Fundado em 20 de fevereiro de 1999 a partir da experiência de militantes e defensores/as de direitos humanos de criança e adolescente com trabalhos nas comunidades da região da Capela do Socorro e Parelheiros, no Extremo Sul da cidade de São Paulo, o CEDECA Interlagos tem a missão de atuar na proteção jurídico-social de crianças e adolescentes dessas periferias com objetivo de fortalecer a participação popular na defesa dos direitos humanos e disseminar essas temáticas na perspectiva infanto-juvenil.

No atual contexto de desemprego, cortes nos investimentos em saúde e educação e propostas para limar direitos de trabalhadores e aposentados, somado ao histórico racista e machista da sociedade brasileira, essas lutas se acirram ainda mais.

Serviço
Guaranis Mbya do Extremo Sul: Dia do Índio pra quem?
Quando? Quarta-feira, 19 de abril, das 13h30 às 16h30
Onde? No CEDECA Interlagos – Rua Nossa Senhora de Nazaré, 51 – Cidade Dutra – Extremo Sul de São Paulo – SP
Evento gratuito. Não precisa se inscrever previamente.
No Facebook:
Mais informações: (11) 5666 9861; cedeca.interlagos@gmail.com;www.cedecainter.org.br




quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

BLOCO DE RUA - Ô GRAJAÚ VEM TOMAR NO COPO

"CONVOQUE SUA BUNDA, O CLIMA TÁ TENSO"
É o tema do bloco de rua:
Ô GRAJAÚ VEM TOMAR NO COPO

No dia 25 de fevereiro de 2017  das 15h as 22h 
O Grajaú recebe pelo 4ª ano consecutivo o bloco de Rua "Ô Grajaú vem Tomar no Copo"  criado pela Cia Humbalada de Teatro, que sai do Galpão Humbalada,  segue pela Avenida Dona Belmira Marin e continua pelas ruas próximas.
Após as 22h a festa continua no Espaço do Galpão Cultural Humbalada.

E onde é o Galpão Cultural Humbalada?
Na Rua Grande São Paulo, 282 
Pertinho do terminal Grajaú

Quer muita energia e liberdade, vai pra lá .
Divirta-se.